Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTREGA-ME...

Entrega-me as tuas mãos vazias,
os teus neurônios em frangalhos,
o teu coração e tuas dores frias
que dilaceram teus galhos
e despetalam-te as flores
dos teus mais perfeitos amores.
Entrega em minhas mãos 
todo este deserto, este ermo,
este sem ação, meio termo,
 este inútil coração em sangue,
esta alma enferma, exangüe...
Entrega e juntos enterremos,
com direito a funeral adequado.
Jogada a terra e posta a lápide,
tiremos o luto e recomecemos
o que jamais terminou,
foi só um sono de pesadelos,
um amor que sangrou
por falta de desvelo
mas que nunca se acabou.
Entrega-me tudo:
todo este hoje inútil
que prenuncia um futuro fútil.
E eu te lembrarei de ontens
de olhos e peles cúmplices,
esqueçamos o falecido:
nos basta este agora, o vivo.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 20/08/2008
Código do texto: T1137428

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Georgetown - Demerara-Mahaica - Guiana, 57 anos
722 textos (171667 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 02:46)
Débora Denadai

Site do Escritor