Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulher faceira

 
Essa mulher é perigosa
É pau-que-dar-em-doido
Todo dia ela quer prosa
Tentação só de olhar
Furacão em forma de mulher

Deixam todos entorpecidos
E desaparece na multidão
Quem é essa mulher?
De olhar matreira
Mergulha no seu mar por inteira
Sem medo de se afogar

Mostra à que veio
Veio te alucinar
Te retirar da zona de conforto
Te confrontar!

Gosta de enfeitiçar
Mostrar seus encantos
Perturbar os ajuizados
Levando-os para o fundo do mar

És mulher faceira
Ou será que és uma sereia?
Atrai com seu olhar
E ao caminhar balança a vasta cabeleira

Seduzindo e encantando
Quem ver ela passar
Mulher faceira pisa macio na areia
Despede-se jogando beijos pelo ar.
E desaparece a caminho do mar...

By Claudia Florindo Corrêa
14/10/17
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 10/01/2018
Reeditado em 11/01/2018
Código do texto: T6222370
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
264 textos (3797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/11/19 17:27)
Claudia Florindo Corrêa