Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPESTADE



O tempo passou e a tempestade agita a dor
Da ferida outrora moribunda sem cor

Cura morta no tempo que ainda decorre
Nas veias da alma de quem a digere
E a tempestade morre no alcançar da impossível perfeição

Hoje lembro-me bem de tudo
Lembro-me também da impossível saída enquanto ser consciente

A tempestade obriga-me viver
E digerir todos factos marcados na trilha onde pisei
Não fui o fomentador
Apenas personagem do filme produzido no tempo.

Factos do passado... Hoje tatuagem para a vida.
Custódio Sanguende
Enviado por Custódio Sanguende em 23/07/2019
Código do texto: T6702383
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Custódio Sanguende
Luanda - Luanda - Angola
14 textos (172 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 09:12)
Custódio Sanguende