Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Tsunami

Poemas enfeitados de verdes amorosos ou
coloridos de azul cobalto. Assim é o tom!
Desfilam aparadores, beiras do rio e canoeiros
e tira dos varais poemas vis deglutidos inteiros...

Poetisa que tem baús repletos de poemas...
Muitos, recheados da beleza dos fonemas.
Ela não escreve: ela os recebe prontos!
Ela os adorna com gemidos, alecrim, poesia e jasmins...

Cada um, uma obra de arte. Ela tem os seus segredos.
Coisas misteriosas... Outras dolorosas... Coisas assim!
Mistérios...'Você não vai gostar de mim...'

Ela se mede e se rivaliza consigo mesma, no fim...
Mas não se encontra nos varais da poesia, pois
ela vive no cio das belezas que ela encerra...

(Dedico este poema à poetisa MaisaSilva)
Reeditado a pedido
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 15/03/2019
Reeditado em 15/03/2019
Código do texto: T6598275
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1171 textos (26305 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/19 20:26)
Eligio Moura