NÃO TENHO MOTIVO PARA TE DEIXAR

Escolhi te aceitar

Para esquecer a Babilônia

Parar de ir à casa de Jezabel

Parar de andar com Terá

Parar de falar com Dalila.

Quero andar contigo

Realizar às tuas obras primas

Levar esperança aos oprimidos

Escolhi te aceitar

Sabendo que é nossa fortaleza.

Não quero ter medo das trevas

Pois foi de lá que me resgataste

Abençoando-me com a tua graça

Faz de mim, o salva-vidas de almas

Quero regar a fé do irmão com oração.

Escolhi te aceitar

Sabendo que já fui sodomita

Visto que me cansei de ser mecânico.

Fatiguei-me das orgias que fazia

Com o povo de Gomorra.

Perdi amigos quando era da vida

Amigos esses que nos deixaram

Surgiu oportunidade para mim

Tu ergueste tuas mãos para mim

Chorei quando me abraçaste.

Meu coração se irradiou com seu amplexo

Minha alma transborda de júbilo tremendo

Lembro-me do dia que foste lá

Lagrimo o que fizeste comigo

Escolhi te aceitar. Não me arrependo.

Não quero sair da tua margem

Quero beber desta água autêntica

A água que tomava era falsa

Mesmo assim, eu era incircunciso

Tresloucadamente na imundice.

Escolhi te aceitar

Sabendo dos perigos que vou enfrentar

Alguns biltres vão se levantar contra mim

Outros vão querer apontar o dedo na minha face

Pessoas vão expor meus pecados perante a sociedade.

Não quero largar o teu amor

Nem cogito sair da tua presença

Mas sei que os torturadores dos apóstolos

Vão ter sede de fazer maldade comigo

Até sinto rangerem os dentes para me tragarem.

Termina em mim o que começaste

Reflita em mim a tua imagem

Quero morrer por ti

Como fizeste por mim

Tu me escolheste.

Jesus, tu me libertaste dos grilhões de Satanás

Agora quero ajudar os outros a se libertarem

E sentirem esse gozo de estar em tua companhia

Não tenho motivos para te abandonar

Só tenho motivos para te louvar.

Escolhi te amar.

_________

24/11/2021 às 11h49

André R Fernandes
Enviado por André R Fernandes em 25/11/2021
Reeditado em 26/11/2021
Código do texto: T7393444
Classificação de conteúdo: seguro