Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enxergando às cegas

Fechei meus olhos
Numa tentativa desesperada de não ver
Queria poupar-me o susto
Queria proteger minha mente
Salvar meu coração

Mas já não havia proteção
Mesmo de olhos fechados,
Eu enxergava tudo
Já conhecia bem essa história
Cada ato vivo na memória

Arranquei meus olhos
Pois achei que a dor seria menor
Do que, de novo e de novo,
Assitir àqueles episódios de terror
Destinados ao trágico final

Minha surpresa descomunal
Foi descobrir naquele dia
Que, mesmo sem os olhos, eu via
Esse futuro intransigente
E todas as mazelas do presente

Descobri, pois, que nunca tive olhos
Que sempre enxerguei com a mente
Nunca vi as belezas verdadeiramente
As máculas do passado
Serviram de referência para o futuro

Minha alternativa: construir um muro
Empilhando tijolos de dor e frustração
E ele resultou tão alto na minha imaginação
Que poder ver de nada serviria
À frente só havia essa parede fria

Tal qual meu coração


Dancker
Enviado por Dancker em 01/08/2020
Reeditado em 06/08/2020
Código do texto: T7022768
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Dancker
Blumenau - Santa Catarina - Brasil, 23 anos
317 textos (7339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 15:24)
Dancker