Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crepúsculos outonais

 
 Folhas caíam do velho carvalho
 Soturnas, mas não tanto quanto
suas lágrimas
 O vento frio anunciou o inverno
próximo
 O rio em meu coração, que tinha
por nascente os seus olhos
seria congelado
 Permaneci suspenso sob o mar
de corpos distantes, o céu
 
 Folhas caíam do velho carvalho
 A sombria sensação da solitude
seria refletida em seu olhar
nublado
 Afogando-me em devaneios ora
ásperos e ora suaves como
orvalho
 O mistério perscutou a escuridão
e me assombrou
 Como temor da solidão que me
consola, como os fantasmas
de outrora

 Folhas caíam do velho carvalho
 Em nuances o amor fora tomado
e o amor é uma cascata
de luzes
 Sufocando sombras reflete os
crepúsculos outonais
 Os lábios beijados pelo silêncio
não tornarão a odiar nada
mais
 E eu te amei com todo meu ódio
em dias cinzentos, sob minha
melancolia e seus lamentos.
Alex Lemos
Enviado por Alex Lemos em 12/11/2019
Reeditado em 19/11/2019
Código do texto: T6793541
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Lemos
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 18 anos
7 textos (170 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 15:17)