Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Na noite
 
Na noite organizo meus atos
Escrevo no perdão palavras sonolentas
Que perpassam no escuro orgânico do silêncio
Lavando a alma numa ternura exposta
 
Ando na margem e sigo o meu reflexo
Vejo os meus olhos cheios no vazio
 O tempo furtou a lógica dos meus sonhos
Alternando o curso que caminha na luz
 
 Vejo meu tempo na razão noturna
Como um vulto colado na abstração
Sigo uma curva traçada na beleza em flores
A lembrança embaça todo meu sossego
 
E transpira no caminho um aroma em copas
Deixando na ideia uma ambição destra
Sobre todos os prantos caídos do meu signo
Para vibrar e transformar tudo em feição
 
Protegendo os meus atos contra a ferrugem
E apagando o rasgo de um tempo esquecido
Na poesia preciso caminhar em páginas
E deixar lá o meu silêncio em cores
 
  

 
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 
 
 
 
 
 
 
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 13/08/2019
Reeditado em 13/08/2019
Código do texto: T6719388
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
309 textos (18721 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 00:44)
Gernaide Cezar

Site do Escritor