Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flauta de estimação


Na infância nos dias de tédio
Pegava minha flauta de estimação
E tocava como se fosse o remédio
Enchendo de alegria meu coração

Minha platéia apenas um gato
Na rua deserta cheia de solidão
No degrau de casa meu palco
Eu músico à sonhar uma ilusão

As horas corriam ligeiras
Neste momento de plenitude
Esquecia o marasmo que afligia
Vivendo instante de emoção

By Claudia Florindo Corrêa
26/05/18
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 26/05/2018
Código do texto: T6347382
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
269 textos (4122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 02:48)
Claudia Florindo Corrêa