Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A COBRA E O VAGALUME

Corre, corre vagalume
Pra cobra não te pegar
Corre, corre vagalume
Mas não deixe de brilhar

La detrás do horizonte
Tem um lindo pomar
E tem um vagalume
Que não para de piscar

Lá também tem uma cobra
Que revoltada sempre está
Com a luz do vagalume
Que está sempre a brilhar

Corre, corre vagalume
Pra cobra não te pegar
Corre, corre vagalume
Mas não deixe de brilhar

O coitado do vagalume
Se escondendo sempre está
Pois a cobra não desiste
Do desejo de lhe pegar

O problema é a inveja
Que na cobra veio a entrar
Já que o pobre vagalume
Não é sua cadeia alimentar

Corre, corre vagalume
Pra cobra não te pegar
Corre, corre vagalume
Mas não deixe de brilhar

O vagalume para a cobra
Foi então pra perguntar
Porque é que você sempre
Estar querendo me pegar

A cobra então lhe disse
Eu já vou lhe explicar
É que o brilho que você tem
Está a me incomodar

Corre, corre vagalume
Pra cobra não te pegar
Corre, corre vagalume
Mas não deixe de brilhar
(Edson dos Santos)
Enviado por (Edson dos Santos) em 24/01/2013
Código do texto: T4103202
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
(Edson dos Santos)
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
662 textos (25244 leituras)
35 áudios (1930 audições)
3 e-livros (230 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 13:33)
(Edson dos Santos)