Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem verbos

Na instância da estagnação,
O desmobilizado respirante,
Mesmo com o fôlego corrente
Defronte à surpreendente imagem

No eixo do contemplativo,
Externamente a paralisia
Na explosiva e rotativa mente
Sobre o que as janelas oculares
Em reflexo do esplendioso azul,
Extrato da causa e razão

O algodão ao longe
Distante ao alto, bem alto
Na pintura do quadro
Longos anos de admiração
Ao existente e expansivo
De tons e tons significantes

Uma observação do belo e simples
Que de simples, complexidade
Capacidade em imensidão,
De sons, e sons extremecedores

Por um momento,
Sem palavras,
Sem ação,
Sem o verbo,
A verbalização desse céu.
Elisangela Damaceno da Silva
Enviado por Elisangela Damaceno da Silva em 19/08/2019
Código do texto: T6724360
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elisangela Damaceno da Silva
Jacareí - São Paulo - Brasil, 32 anos
16 textos (534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 13:58)
Elisangela Damaceno da Silva