Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




Eva, a maçã e a serpente



Em minha dimensão do Paraíso,
Tu me preenches plenamente,
És tudo a um só juízo...
Eva, a maçã e a serpente.

Dessa Eva que tanto desejo,
Os lábios de Capitu descobri,
Tortos e infinitos são teus beijos,
Fecundos me levam a ti.

Da maçã tens a carne e o sumo,
O cheiro intenso e o sabor,
Se perto me mostras o rumo,
Se longe... me levas à
dor.

Da serpente venenosa e lasciva,
Anseio... o profano e o céu,
Nos meus braços te faço mais viva,
No teu corpo me perco ao léu.




Post Scriptum



Postado no RL, inicialmente, em 2017

 
 
 
CANTINHO DOS AMIGOS


 
Há quem condene a tal Eva,
Por ter mordido a maçã,
E Adão em seu afã,
Quis conhecer novas selvas,
Deu na maçã a dentada,
E ao ver Eva pelada,
Sentiu um grande desejo,
A vontade que sentia,
Diga-me se não caía,
Eu também tascava um beijo.

(Poeta Joel Marinho)



 
Aluízio A C Amorim
Enviado por Aluízio A C Amorim em 11/11/2019
Reeditado em 14/11/2019
Código do texto: T6792130
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluízio A C Amorim
Teresina - Piauí - Brasil
68 textos (18673 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 14:52)
Aluízio A C Amorim