Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IRANDUBA


Iranduba,
Foi um prazer
Vir aqui te conhecer
Pisar em teu chão
Declamar um poema
Com respeito e gratidão
Por ter-me acolhido
Em teu coração

Iranduba, já fostes uma vila
Hoje, tens 37 anos de vida
Pela tua história, passei a ser teu fã
Ao descobrir que teus primeiros habitantes
Foram as tribos Mura e Apurinã

Desde 1995, coordenado pelo Projeto Amazônia Central
Seus Sítios Arqueológicos, são uma riqueza patrimonial
És o 11° município mais populoso do Estado
Tua terra preta fomenta o passado
Tuas frutas uma gostosura
Pois na gastronomia tens os sabores: cupuaçu, tucumã e pupunha
Nas artes, os artesãos de Acajatuba e Janauarí
Que geram renda a todos daqui

Iranduba, teus pontos turisticos
Apresentam a margem esquerda o Solimões
Confluindo a direita com o Rio Negro
Geograficamente bem distribuídos
Onde se veem as mais lindas paisagens
Como o Parque Ecológico Janauary
E a Praia de Açutuba
Praia do Japonês
E as Ruínas de Paricatuba

Porém, Iranduba
Pareces não ser mais a mesma
Depois da Ponte Rio Negro
Ficaste mais faceira
Mais admirada, mais cortejada
Pelos seletos habitantes
Desta região amazonida
Muito cobiçada e disputada

Iranduba, por São João Batista, abençoada
Pelo Rio Solimões e Rio Negro banhada
E por teu povo, muito amada

Iranduba,
Agora quero sempre te visitar

José Gomes Paes
Poeta e escritor amazonense de Urucará
Membro da Abeppa e Alcama

José Gomes Paes
Enviado por José Gomes Paes em 13/08/2019
Código do texto: T6719036
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
José Gomes Paes
Manaus - Amazonas - Brasil, 66 anos
249 textos (25249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/07/20 06:54)
José Gomes Paes