Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VIAGEM


Semente que sou e não vicejo
Larguei o berço no suão do Tejo
e navego neste mar, à vela
com velozes ventos, fortes tempestades
chegarei lá, naquela......
Praia de palmas e promessas,
Encontrarei sob os meus passos
e sentirei nos areais incertos
o queimar nos meus pés descalços
Voltar?. Não, não voltarei jamais!
(não se volta nunca, de onde se partiu)
Renego das imagens passadas, o cenário
Virtual, teimosamente excluído.
Pretérito nebuloso, oh longa espera!!!!
Perdi o leme, o sonho, o rumo,
as armas que possuía, já se foram,
as de Euclídes se afundaram!
resto eu, o torpor da aurora
e o horizonte vislumbrado agora.

antonio noronha-15
antonio noronha
Enviado por antonio noronha em 09/07/2019
Código do texto: T6691524
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
antonio noronha
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
43 textos (250 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/19 11:18)
antonio noronha