Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ESQUECIDO PARA SEMPRE
Rosimeire Leal da Motta Piredda
 
(O soldado de guerra luta pela nação, mas seu sangue derramado não o torna verdadeiramente um herói. O tempo passa e ninguém mais se lembra dele.)
 
 
Rosto oval,
emoldurado por cabelos castanhos escuros, curtos.
Sobrancelhas espessas, quase negras.
Olhar distante, contemplando o que não se podia ver.
Nariz delicado, arrebitado.
Sua boca pequena estava semiaberta,
como a pronunciar frases congeladas no tempo.
No lado esquerdo da face, uma cicatriz marcante:
consequência de uma guerra sem vitória.
O pescoço altivo, como a demonstrar orgulho.
Na cabeça, um capacete militar:
coroa eterna de um guerreiro.
Era o busto de um herói de guerra.
E o tempo o maltratava:
A poeira o cobriu por inteiro.
O vento forçou a janela do velho museu.
O pó bailava no ar, empoeirando ainda mais o salão.
O busto que foi moldado com material antigo.
Empurrado pelo vento, tombou no chão.
E o herói, que há tempos não era lembrado,
perdeu-se em mil fragmentos.
Ficou irreconhecível!
Veio o zelador e recolheu os pedaços com uma pá,
e os jogou na lixeira.
Já não havia mais lembranças...
 
_______________________________________________________________
 
 Esta poesia faz parte dos livros:
• Livro "Voz Da Alma" – Editora CBJE - Rio de Janeiro - RJ - Brasil – Novembro/ 2005 - Autora - Rosimeire Leal da Motta Piredda
• Antologia Literária Virtualismo - AVBL - Bauru – SP - Dezembro - 2005
_______________________________________________________________


Poema de soldado de guerra. Poema soldado desconhecido. Poema sobre ser esquecido. Poesia Sobre Guerra.  poema ao soldado desconhecido que não o dos monumentos, poema soldado morto, poema sobre esquecer alguém

 
Rosimeire Leal da Motta Piredda
Enviado por Rosimeire Leal da Motta Piredda em 04/06/2019
Reeditado em 12/08/2019
Código do texto: T6665021
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosimeire Leal da Motta Piredda
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 50 anos
146 textos (1864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 05:47)
Rosimeire Leal da Motta Piredda