Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PATRIÓTICA

VENTO ESTOCADO

Cabeça oca de vento estocado... Cérebro com minhocas...
É o que vemos hoje em muitas cabeças “não pensantes”
Neste quartel de Abrantes!
Se, todos pensam a mesma coisa... Então ninguém pensa!
Cabeças de vento estocado, e, preso na burrice ideológica!
Na falta da sabedoria, cabeças com alegoria
Transmutam razão em antipatia!
O ódio capeia como instrumento de revanchismo
Espalhando ventos do comunismo ultrapassado!
Pré-conceitos estocados por cartilhas bisonhas
Sujaram retas intenções com fétidas langonhas!
Células cancerígenas teimam em voltar
Estocadas no submundo da ignorância cívica
Busca a qualquer custo o novo Governo atacar!
Cérebros incultos à margem da modernidade
Estocam os ventos da marginalidade,
A soprarem como vingança sem alianças!
Mas, esses ventos não pairam no novo céu de brigadeiro...
No céu azul da paz e da governabilidade...
Da novidade, que, surpreendeu os petralhas,
E, os recolheu às suas reles mortalhas!
Vento... Brisa... Bonança em céu azul de esperança!

Jose Alfredo


alfredoliterario
Enviado por alfredoliterario em 13/01/2019
Código do texto: T6550039
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alfredoliterario
Lorena - São Paulo - Brasil, 73 anos
805 textos (9439 leituras)
4 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 13:30)
alfredoliterario