Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


DEVANEIOS DE UM SEGUIDOR DO TEMPO
 
Sólida lágrima triste,
Vagueia corrente, sem fim.
Margeia o cantor em riste
Com sua canção afim.
 
Pássaro sozinho no céu
Medonho vai migrar.
Sem medo algum do véu
Vai embora para além mar.
 
Um sonho distante, impróprio
Revolto com nada ser.
Apaga da história o hilário
E aprende a compreender.
 
O homem no alto do prédio,
Apostou no jogo e perdeu.
Tentou tirar-se do tédio,
Mas apenas enlouqueceu.
 
Uma borracha traiçoeira
Apagou o enredo do papel.
Prendeu-se na ratoeira
Escondida no cartel.
 
Numa gota de vinho
Perdi o que estava a conter.
Escondi minha vida num linho
Que ninguém aprendeu a ler.
 
Meu fim chegou só
Sem ninguém para consolar
A dor que virou pó
No fundo do meu lar.

 
Danieli Mützenberg - 20 anos
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 15/09/2019
Código do texto: T6745826
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ilda Maria Costa Brasil
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1955 textos (106891 leituras)
6 e-livros (1125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 10:26)
Ilda Maria Costa Brasil

Site do Escritor