Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verde esperança

Entre promessas quebradas, a vida sendo levada...
Claudicando, depois de tantas topadas, pés descalços,
Entre um e outro percalço, calos nos pés, mãos atadas;
E o tempo vai passando, quase maio, já foi abril, março.

Nos noticiários rumores, seres exaltados, medo no olhar,
Esperança no coração, sem facão na mão, pedem o pão;
Salário atrasado, vergonha pra quem sempre soube pagar,
Governo corrompido, políticos corruptos; sofre essa nação.

Que não haja um confronto, que a luta seja por união,
Pois as grades não foram feitas, somente para o ladrão;
E homem que é de bem, bate panela, empunha bandeira,
Brada por ordem, poi o Brasil está cheio de roubalheira.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 15/04/2016
Código do texto: T5606051
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1478 textos (46431 leituras)
4 áudios (218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 08:04)
Meri Viero