Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Casa da Mulher

Rio Paruahu, pensando em Belo Monte, pensando em Afuá, pensando em Almeirim, 04 de outubro de 2015.



São homens maus,
são homens maus que destroem minha casa
em nome de outros covardes
que não tem coragem de me olhar de frente
mas espera, antes de ir, dai-lhes este recado:


Derrubaste minha casa
caiu o esteio de minha história
ali mantinha a plantinha
neste canto meu filho brincou
pisaste nas minhas memórias
que fiz de cruel para este furacão?
confesso que me balou no peito
Destroços de meu coração


derrubaste a casa
derrubaste-me um pouco
mas de repente veio-me a ideia
reerguer-me
pois a casa sou eu
afinal sou Mulher
trago a vida desde que o mundo é mundo


vou me levantar
vou ser exemplar
outras virão juntar-se
para assim sermos infinitas


vejo o medo em seus olhos
não contavas o quanto seríamos
esta é nossa casa


derrubaste a casa
suas máquinas e homens sem emoção
passarão uma vez que não há alma
e seu numerário
nada será para te dar a paz
dorme com o choro das crianças
e não sentindo consciência
não fugirás dos meus olhos


vem prestar contas comigo
veja quanta firmeza
o espelho do que é princípio
da ternura e coragem


vejo-te o receio
e a pequenice dos atos
agora sou gigante
a exigir em todo o Universo


Derrubaste a casa!
mas acordaste a fúria!
dos extremos da Terra
vem ajudar-me Gaia!


juntas comandantes
pisaremos a cobra
juntas mudaremos
todos os destinos


A Casa é da Mulher


Tenho o rosto de todas
até de sua mãe
sua filha e esposa te condenam
veja o enlaçado que estás um nó
não percebias que somos uma só
Ao ferir Nossa Lei agora és réu


derrubaste o lar da inocente que só queria paz
todo teu dinheiro não vai te livrar
nem mil advogados irão te escapar
queres saber por que?


Justiça é uma Mulher!!!!!
Pantoja Ramos
Enviado por Pantoja Ramos em 06/10/2015
Reeditado em 23/06/2018
Código do texto: T5406249
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Pantoja Ramos
Belém - Pará - Brasil, 44 anos
311 textos (11987 leituras)
97 áudios (3128 audições)
44 e-livros (2763 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 18:47)
Pantoja Ramos