Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na Estrada Recreio dos Bandeirantes

Desmatadas

As árvores de minha cidade estão cansadas
Isoladas no meio do cimento e asfalto
Vulneráveis à tempestade da tarde
Que as desmorona, as quebra

Sufocadas pelos pós das chaminés
Pelos  gases poluentes dos automóveis
Pelas gambiarras energizadas
E pelos homens vorazes dos cartazes

Suas raízes estão a se enfraquecer
Seus troncos lenhosos recebem pregos
Ao invés de abraços e laços de cordas de cipó
Portanto, há pouca sombra e ar fresco

Em suma, árvores  da floresta suportam vendavais
O vento vem como benefício da natureza
A fazê-las se cumprimentarem
Antes da certeza do retorno dos pássaros
Ed Ramos
Enviado por Ed Ramos em 07/02/2019
Reeditado em 13/02/2019
Código do texto: T6569196
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Ed Ramos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
550 textos (6886 leituras)
23 áudios (1628 audições)
6 e-livros (1079 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 22:00)
Ed Ramos