Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedido de socorro



Pessoas moram em prédios
Cada um no seu apartamento
Aos vizinhos tornam-se alheios
Vivem confinados em metros

Se cumprimentam no elevador
Passam uma falsa cortesia
Cada um vivendo na sua dor...
Pessoas próximas sem sintonia

Se incomodam com barulho de obra
Horário do silêncio ser respeitado
Fingem não ouvir pedido de socorro
De alguém ao lado desesperado...

Essa voz aos gritos não é ouvida
Pois cada um cuida da sua vida
Mesmo dividindo áreas de acessos
Sem incomodar por esses excessos

Por que não chegam nesta hora?
Quando algo estranho percebesse
E perguntasse se está tudo bem
Talvez esse pequeno gesto bastasse

Para ajudar ou evitar um desastre
Acalmar os ânimos tão aflorados
Levar uma palavra, um auxílio...
Mostrar que estamos conectados.

By Claudia Florindo Corrêa
06/08/18
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 07/08/2018
Código do texto: T6412468
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
269 textos (4116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 18:18)
Claudia Florindo Corrêa