Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do fôlego




Interessa-me tua alma impura.
Ela livra-me dos meus desastres racionais,
dá-me a luz dos vícios,
redime nossa monarquia sem coroa desses nossos desejos,
loucos para virarem sonhos reais.

Posso andar a teu lado
consumindo teus passos?
Me abraça.
Chora minha dor, mesmo que fingidora,
sem lágrimas dessecadoras,
porque já não tenho mais face inteira.

Um homem vive só
na solidão dos silêncios mais profundos,
a olhar pela janela, o mundo...
a sentir-se só na multidão, descalço.

Na quarta estrofe deste verso,
nada mais sou do que um ser perverso
que deu as costas ao mundo,
Inspirou profundo e morreu sem ar.

Poema inédito (08/11/2019)
Paulino Vergetti
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 08/11/2019
Código do texto: T6790314
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil
2557 textos (154022 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 08:08)
Paulino Vergetti Neto

Site do Escritor