Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidâo Nâo Doe

De: José Borges/

Por conviver com as noites de
Insônia não encaro a solidão..
Como uma inimiga e sim uma
Companheira que tira de mim
A sensação de tristeza e vazio.

O que me leva a curtir o meu
Eu interior livre de pensamentos
Frustrantes e atordoantes que...!
Só fazem as noites mais longas.

Já que o medo da solidão...
Não Me doe aproveito para
Preencher os sentimentos...
Vazios com o crescimento
Pessoal, descartando a...!
Insegurança.

Autoria: José Borges da Silva Filho
Poetahdasletras
31/05/2019


Poetahdasletras
Enviado por Poetahdasletras em 01/06/2019
Código do texto: T6662283
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Poetahdasletras
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
1883 textos (30503 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/20 23:23)
Poetahdasletras