Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recordando o tempo como utopia reconquistada.

Se puder  voltarei  exatamente aquele  instante, para poder viver no presente o velho passado.

O magnífico tempo que o futuro destruiu,  o sonho que o vento levou, a felicidade voou como se fosse uma nuvem correndo no céu.

Heurístico mundo apofântico.

Se tivesse algum poder teria feito a terra parar de girar,  o brilho do sol continuaria fazendo  o passado ser o  presente.

Peremptória dialética hilética.

Se pudesse faria o instante ser eternamente aquele momento, agora sinto a distância, como se a realidade fosse apenas o passado.

 A heteronomia da vossa hermenêutica.
 
Como seria  bom se o tempo tivesse de fato parado, agora sei que o futuro, está distante do passado, queria  prender o tempo, olhando para infinito, contemplando a imaginação.

Dionisíaco mundo ataraxiológico.

Agora sei que o futuro  talvez ainda possa  ser o passado, quero substanciar o instante distante, construindo o novo presente.

Não queria ter partido,  impossível esquecer o tempo, sei que o sol ficou escondido em  novos   amanheceres.

Se puder   renascerei  exatamente naquele instante,  revivendo  outra vez o velho sonho,  reconstruindo o substrato cognitivo, na reinterpretação consubstancializada  do antigo  propósito.

Infelizmente o tempo partiu levando a alma presa nas ondulações das recordações.

Agora sinto apenas o desejo do brilho do sol  perdido na respiração de um  coração partido,  a procura do indelével  encanto.

A celestialidade das proposições assertóricas.

Se tivesse algum poder, faria aquele momento ser o instante repetido  nas áureas da vossa doçura.

Esqueceria a saudade porque o presente seria a eternidade das emoções guardadas na memória reformatada.

Se pudesse  jamais teria partido, não sei se posso explicar exegeticamente  as  minhas  metáforas.

Hermenêuticas apodíticas.

Entretanto, se voltasse sentiria a fortiori,  o esplendor do sentimento encantado.

A felicidade seria a paixão recordada na essencialidade do grande afeto.
,
Todavia,  é possível encontrar  a intuição perdida  no brilho da alma,  a incandescência do vosso sorriso.

O desejo vai fundamentar o futuro, a felicidade  reconquistará  o  instante perdido  na memória reescrita,   os momentos
substancializados  no novo sonho.


Edjar Dias de Vasconcelos
Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 30/06/2020
Reeditado em 30/06/2020
Código do texto: T6992457
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
3523 textos (662393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 11:41)
Edjar Dias de Vasconcelos