Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


CETICISMO.
-*-*
Digo que acredito, um recado, que forma posso proporcionar, no instante que me proporciono paz, não na forma que o transeunte quer, e amo mais o meu espaço, além do ano, além do ser, adoro períodos que me distanciei.
-*-*
No nada que eu queria, quando conversava em nada, e a noite não via tanto iniciar como terminar só quando, o acordar do desacordar me chama a realidade, onde a responsabilidade toma forma de ter o que fazer.
-*-
Pena que esse tempo de ceticismo lendo acabou, e a cada segundo tens que fazer, e jamais parar. O caminho agora é voltar chorar a estrada que assim ficou, viu meus passos, mas eu não a vi estrada minha.
-*-**
As mudanças não estão no meio, e sim dento do que se acreditava, e eternidade a seguir, um expediente a se completar, porém tem que nele concluir, fluir, incerto talvez, mas por ele deslizar.
*-*

Fui mas não soube ficar, voltei e nem sei se posso  aqui permanecer..
 
elio candido de oliveira
Enviado por elio candido de oliveira em 09/10/2019
Código do texto: T6765529
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
elio candido de oliveira
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4359 textos (165720 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 09:17)
elio candido de oliveira

Site do Escritor