Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A boneca

Sou uma boneca cheia de buracos,
Agradeço imensamente todos os bons tratos,
Mas acredito, infelizmente, meu dono não é sábio,
Mas creio que também desconheça meu estado.

Enche-me todos os dias,
Com um líquido oscilante, ora grosso, ora ralo,
Enche-me por vezes,
Numas outras me escoa,
Ambas são péssimas escolhas.

Sou uma boneca feliz quando cheia,
Sou uma boneca triste quando vazia,
Sou uma boneca mal compreendida,
Sou uma boneca insistente, sem medidas.

Quando estou pela metade,
Não entendo minha vida,
Não sei se estou meio cheia,
Ou se estou meio vazia,
Sou uma boneca doentia.

Sinto a falsidade no estar bem,
Sinto a falsidade no estar mal,
Sou uma boneca anormal?

Por isso, não ao acaso, sinto-me em frangalhos,
Pois sou uma boneca, uma boneca cheia, de buracos.
Carolina Svinna
Enviado por Carolina Svinna em 04/07/2019
Código do texto: T6688587
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Svinna
Jandira - São Paulo - Brasil, 23 anos
20 textos (230 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 22:41)
Carolina Svinna