Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TARDE DE SETEMBRO

Estes versos nasceram no campo
Não foi na cidade, abafada, poluída,
Foi ao ar livre.
Senti a brisa brincar com meus cabelos
E o vento da montanha,
Trazer-me de longe o perfume das matas...

Era à tarde... E estava linda!
As águas quietas do rio
Refletiam a pureza do céu azul
Ofuscando meus olhos claros
Que depois pousavam nas flores do campo
Colorindo-os ainda mais...

À sombra de uma velha mangueira
Olhei a distância infinita
E encontrei naquela tarde de setembro,
A minha paz interior
Há muito tempo perdida
E tive os sonhos mais lindos...

03/02/1992
Manoel de Paula
Enviado por Manoel de Paula em 26/07/2020
Código do texto: T7017284
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Manoel de Paula
Aracaju - Sergipe - Brasil, 53 anos
184 textos (1026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 20:34)
Manoel de Paula