Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Rosa Branca

 
Ei-la, assim suave a rosa branca...
De uma serenidade tão franca!
No meio do orquidário, desponta,
 única e bela—mais que qualquer flor—
com suas pétalas em branda cor,
entres espinhos e folhas está pronta.
 
Pronta para ser colhida ou admirada.
Ou apenas por versos ser tocada...
Não sabe, porém, a rosa branca: sua vida
será tão efêmera quanto o dia.
Mas se eternizará na mi’a poesia
quando por terra estiver caída...
 
Ah! Rosa! Quisera ter tua brandura!
Ás vezes a mi’a alma é tão escura!
Mas ver-te assim branca e serena,
meditando nesse silêncio tão puro,
ah, rosa branca, eu lhe juro, juro:
faz-me-a grande, a alma pequena...


( Imagem: rosas brancas do quintal de minha amiga Sueli Calazans dona do AP onde morei e onde conheci a paz/ O poema eu fiz especialmente para essas lindas rosas enviadas por ela para mim anteontem)

 
 

 
Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 06/12/2016
Reeditado em 06/12/2016
Código do texto: T5845284
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
1300 textos (56005 leituras)
13 áudios (654 audições)
2 e-livros (139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/08/20 19:06)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor