Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O acordar da bicharada

O acordar da bicharada

Madrugada, o dia já começou,
O porco na pocilga grunhiu.
A nédia ovelha também baliu,
O galo batendo as asas cantou.

A passarada no bosque chilreou,
O burro acordando, relinchou,
A galinha patareca cacarejou,
Todo o galinheiro se assustou.

O cavalo vendo o seu dono,
Cheirou e pela ração procurou.
O cão rafeiro de guarda ladrou,
O gato tareco bocejou com sono!

O pássaro cuco no ramo cucou,
Indo por os ovos no ninho alheio.
Grasnou o corvo negro e feio,
No cipreste o melro negro cantou.

Os pardais, malandros irrequietos,
Chilreando aflitos no telhado.
Porque o caseiro os havia assustado,
Foram pousar numa árvore ali perto.

Mas este mundo da bicharada,
Comem sem nunca trabalhar.
Parecem algumas pessoas imitar,
Fala sempre sem nada apresentar.

J. Rodrigues (Galeano) 23/03/15



 
Galeano
Enviado por Galeano em 23/03/2015
Código do texto: T5180611
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 83 anos
648 textos (111123 leituras)
14 áudios (2008 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/19 00:20)
Galeano