Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


O TESOURO DO MEU CORAÇÃO
 Rosimeire Leal da Motta Piredda
  
(Obs.: Poesia escrita logo após a morte do meu pai, Pedro Sabino da Mota – 1912/2007)
 

(Meu pai, pessoa de grande valor, guardei-o num porta-joias para que sua imagem fosse protegida do esquecimento; longe dos riscos que a ausência proporciona.)
  

Algo como o vento o levou subitamente.
Sobressaltada saí por todos os cômodos a procurar,
por onde seguia o seu espírito!
Ao longe, vi uma porta aberta,
dando passagem a um ambiente cercado de neblina.
Foram os olhos da sensibilidade quem viram
e o entendimento fez rolar lágrimas de tristeza!
Aquela entrada se desintegrou lentamente,
fechando o acesso a sua presença!
O ar em movimento,
desfolhou as pétalas dos seus dias vividos,
espalhando a sensação de vazio.
A urgência em conhecer os mistérios de Deus,
não lhe permitiu dizer adeus.
O sentimento de perda agarrou-me desesperadamente,
fazendo-me inclinar os joelhos no chão:
“Que homem há, que viva, e não veja a morte?”
*
Separação física, saudades eternas.
Tudo o que ele foi,
está guardado no porta-joias do meu coração:
Uma mina de riquezas que o tempo não pode apagar!

 
* Salmos 89. 48 


*************************************************
 Esta poesia faz parte do livro:
Livro "O Cair da Tarde" - Editora CBJE - Rio de Janeiro - Brasil - Julho/ 2012
 *************************************************
 *************************************************
Leia outras poesias do livro O CAIR DA TARDE no link:
https://rosimeirepiredda.wixsite.com/escritora/textos
 *************************************************
 Poesias sobre pessoas que morreram. Poesias sobre a Morte. Poesias sobre entes queridos que se foram. Poesias sobre morrer, poemas para entes queridos falecidos,Poemas De Saudades Eternas,
Rosimeire Leal da Motta Piredda
Enviado por Rosimeire Leal da Motta Piredda em 28/08/2019
Reeditado em 09/10/2019
Código do texto: T6731514
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosimeire Leal da Motta Piredda
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 50 anos
153 textos (2251 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 19:46)
Rosimeire Leal da Motta Piredda