Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esbórnia

Sentia um gosto perverso de absinto
Embora isso pouco importasse
Tudo que estava em volta era nada
Lembro do espartilho dela
E da fumaça insistente, flutuando....
Cada flash que eu tinha, via uma parte
Inutilmente tentava tocar com as mãos
Me dei conta, quando vi os olhos, encarei
Quando vi a boca com a língua a rodeando
Fiz o mesmo e segui o piercing provocante
O gosto perverso do absinto me engolindo
E o reflexo dela sutilmente me afagando
Mas tudo que me envolvia era nada
Tudo vapor e decadência, tudo fogo
Todos os demônios nos afogando...
Afogando com lúxuria em abraços infernais
Não lembro, mas posso entender que...
Que ela se foi, isso eu entendo que não há volta
Gosto perverso de absinto, toca minha boca
Que essa fumaça nos proteja do irrelevante
E de toda loucura que vier. E que veio!!!
Paulo Raven
Enviado por Paulo Raven em 14/08/2019
Reeditado em 18/08/2019
Código do texto: T6720350
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Raven
Longyearbyen - Svalbard - Svalbard
94 textos (1488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 11:23)
Paulo  Raven