Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vidas desimportantes

Um dia se aprende, que o sentido da vida não faz sentido,
que nada do que acontece é previamente escrito,
que o destino nada mais é que uma série de coincidências,
desencadeando fatos aleatórios, totalmente a revelia de nós.
Um dia se aprende que nascemos e morreremos sós,
por mais que nos imaginemos pertencentes a grupos,
família, que tenhamos laços, ligações , conexões estreitas,
somos seres miseravelmente sozinhos, abandonados em nós.
Um dia se aprende sobre sua própria desimportância,
que nada do que você diga ou pensa, será lembrado depois,
que o musgo que revestirá sua sepultura, colorindo sua morte,
terá tido mais longevidade e sorte, do que você teve um dia.
Um dia se aprende que nada, nada mesmo vale a pena,
que toda a vida que você usou, foi um total desperdício,
que a sua história é,  de tal forma , tão irrelevante e pequena,
que nem mesmo os seus sonhos,  se lembrarão de você.

______________________________
Lux Aeterna Requiem for a dream


Diário de um Louco
Enviado por Diário de um Louco em 17/09/2019
Reeditado em 17/09/2019
Código do texto: T6747151
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diário de um Louco
Campinas - São Paulo - Brasil
88 textos (2189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 18:50)
Diário de um Louco