Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amanhã eu deixo de ser louco

Amanhã eu paro de ser louco,
Volto a tomar meus remédios
Vou parar de cantar, atuar, escrever poesias e vou fazer contábeis.

Amanhã seguirei regras,
Só durmo às 10:10,
e só acordo às 06:06
Serei tão frenético, que até os mais frenéticos pediram pausa.

Amanhã me dia será sorrindo,
E fingindo que tudo e perfeito,
Num sorriso tão grande,
Só que um rosto só, não será suficiente.

Amanhã serei mais um fascista,
Apoiando incondicionamente o capitalismo,
Consumindo feito um animal faminto.

Amanhã direi que somos todos iguais,
Que a tua vivência não me interessa,
que o teu sofrimento e mimimi,
Direi que a minha história e superior.


Levi Silva
Enviado por Levi Silva em 07/08/2019
Reeditado em 08/08/2019
Código do texto: T6714989
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Levi Silva
Irecê - Bahia - Brasil
71 textos (1034 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 08:25)
Levi Silva