Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NINGUÉM ME QUER MESMO!

Banhado dor meu coração já não sabe o que é amar
Tantos golpes não me resta outra opção
Se não desamar
Já chorei tantas vezes de decepção
E deramei lágrimas que até engolem o mar
Não tenho mais medo da rejeição
E muito menos da solidão
Pois são agora a minha zona de conforto

Cansei-me desses amores que mal começam
E sempre terminam na lixeira
Como fectos que sofreram aborto
Cansei de correr atrás
Isso é hostíl e suportar já não sou capaz

Quase perdi a alma de tanto chorar
Vou juntar qualquer remanescente desse sentimento insano
E sem pensar uma só vez, jogarei tudo no meio do oceano
Se não posso ser amado, então porque me apaixonar?

Quem vai querer o tipo esquisito
Com a cara e o corpo deformados pela doença?
Nunca tive escolha
A vida é que me condenou nessa sentença
Meus sentimentos são tidos como algo hilário
Mas não vou fazer papel de um palhaço

Não suporto mais o preconceito e a humilhação
Como se amar fosse cometer um delito
Por isso e outras coisas tenho sofrido
Que até chego a me sentir maldito
Dedicarei esses últimos momentos
Para abrir uma cova do tamanho de um abismo
E jogarei todas essas vontades, prazeres e paixões
Para que queimem até às cinzas da maldição
E se um dia voltar a me apaixonar
Então nunca aprendi a lição!
Mandongue Jr
Enviado por Mandongue Jr em 23/02/2021
Código do texto: T7190920
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Mandongue Jr
Maputo - Maputo - Moçambique, 24 anos
94 textos (728 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/21 07:52)
Mandongue Jr