Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVESSO



Eu caço a minha
Permanência
Na soma de décadas
Dos meus equilíbrios.

E no avesso do que
For inconcebível
Eu ouço uma sinfonia
Saltitando
As fendas frias
Do assoalho.

E se isso me causar
Alguma dúvida
Eu puxo as minhas
Raízes
Vestido de saia longa.

Náuseas da minha
Resistência.

E quando eu fechar
A minha boca
Acorde a minha cova
E guarde os restos
Mortais
Da minha Língua.

Daniel Gomez.




Dangomez
Enviado por Dangomez em 20/10/2019
Código do texto: T6774437
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dangomez
Senhor do Bonfim - Bahia - Brasil, 59 anos
10 textos (62 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 12:47)
Dangomez