Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSPIRAÇÃO

Estou sem inspiração, sem definição.
Deixo-me levar nesse mar de ilusão.
E o que fazer quando ela bater à porta do coração?
Que falta de inspiração, seu João.

Olhando para o teto, ver-se o nada, poeta sem inspiração, sem emoção.
Pensamento vago, nada a escrever, e escrevo.
É do nada, que tudo se faz.
Faz-se canto, sem encanto.
Faz-se poesia, por teimosia.
Faz-se dança, na festança.
É do nada, que tudo se faz.

Poeta quando quer escrever, procura um lugar recatado, sem chafurdo, mas que absurdo. Pensa e repensa, sem muita exigência. Poeta sem inspiração, sem concentração.
Desconfia-se quando não há nada a escrever.
Ou se está vivendo pouco ou estar-se estagnado no tempo sem ter entendimento.
É do nada, que tudo se faz e refaz.
Nidela Calcanhoto de Melo
Enviado por Nidela Calcanhoto de Melo em 12/09/2019
Reeditado em 12/09/2019
Código do texto: T6743373
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nidela Calcanhoto de Melo
Parnaíba - Piauí - Brasil, 23 anos
129 textos (1633 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 04:37)
Nidela Calcanhoto de Melo