Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR NÃO É CIÊNCIA EXATA

Houve um tempo de solidão em que a loucura proveniente dela a fez buscar uma saída. Bateu numa porta, depois noutra e num instante insano escolheu, pessimamente. A verdade é que foi um erro repetido, irracional e sofrido que não devia ter sido cometido. Algumas portas depois de fechadas não devem ser mais abertas.

O tempo passou, a realidade mostrava-se tão claramente - quando vinham os dias de abandono e mentiras - mas paixão, rebeldia e adrenalina a desafiavam a continuar. Seu calcanhar de Aquiles sempre foi o fato de que quando quer algo, não importam as razões ou o preço, ela vai e pega.

Quando não se tem uma referência, pouco parece ser tudo. Rudeza, insensibilidade, arrogância pareciam não ser nada comparadas às migalhas fornecidas a uma pessoa tão faminta de afeto. Amor próprio não existia, até que conheceu alguém diferente.

Recebeu atenção, um cuidado que de tão altruísta e empático desarmou suas defesas. Ele era diferente, preencheu seu tempo e coração com um amor nunca imaginado. Pularam estágios, parecendo que se conheciam desde sempre. Tudo deixava de existir e não havia lugar para a dor.

Sentir-se completa nem sempre significa sabedoria. Parece que fortaleceu sua paciência em esperar pelo que não merece espera. Mas a vida não é uma ciência exata.

Será amor? Que julgue o leitor.
GGdLIZ
Enviado por GGdLIZ em 18/08/2019
Código do texto: T6723549
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GGdLIZ
Recife - Pernambuco - Brasil
711 textos (14683 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 03:22)
GGdLIZ