Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abitro de Boxe

De: José Borges/

Ainda vive em minhas lembranças
O quanto eu corria e o quanto eu..
Gostava de jogar bola.

Ainda tenho o olhar diferenciado e
Atrevido que me levou a me tornar
Um bom árbitro de Boxe.

Essa historia maluca começou a fervilhar
Em minha mente quando eu comecei a ter
Dores no joelho e já era arbitro amador.

Dai a me tornar um arbitro profissional
Foi à vontade de querer continuar fazendo
Esporte sem ter que correr só caminhado.

Os passos são curtos no quadrilátero
O olhar atento não mais na bola, mas.
Nas regras e nas mãos com luvas que
Se esgrimam.

Gosto do cheiro do perigo não me queijo
Nem reclamo do que enfrento, pois foi o.
Que escolhi para não ficar enlouquecido


Minha mente se liberta flutuo de um
Lado para outro caminhando, entre.
jab, diretos,cruzados uppercut, e o
que me-faz andar.

Autoria;José Borges da Silva Filho
Poetahdasletras
16/08/2019

Poetahdasletras
Enviado por Poetahdasletras em 16/08/2019
Código do texto: T6721904
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poetahdasletras
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
1804 textos (29920 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 05:10)
Poetahdasletras