Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pensei uma vez que

Já senti minha existência salva por um livro, alimentada pelas palavras, mesmo quando não conseguia nada comer. Já cheguei uma vez ao fim de uma estrada larga, cujo percurso chamei de vida, e logo ali, quando tudo virou um nada, percebi o quanto sofrer abre portas para a felicidade, e a apatia é o desfecho. Nunca senti-me tão inteira além de quando estive despedaçada, jamais procurei conhecer coisa alguma com tanta intensidade, além de quando a solidão passou a consumir-me, assim como em tempo algum prestei tanta atenção no que dizem os autores, fora quando eu mesma não soube o que dizer de todas as emoções cruzadas e fuziladas. De modo algum refleti tanto sobre como pode ser bom vivenciar pequenas coisas, exceto quando observei o vazio a  engolir-me. Não havia reparado que meu peito costumava não doer, apenas quando ela, a dor, faz-me ver... Realmente não sei, mas deduzo que viver seja mesmo sofrer, o ademais intercala-se.
Carolina Svinna
Enviado por Carolina Svinna em 05/07/2019
Reeditado em 05/07/2019
Código do texto: T6688700
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Svinna
Jandira - São Paulo - Brasil, 23 anos
20 textos (222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 19:34)
Carolina Svinna