Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abstinência

Eu conversei, ri, flertei, beijei, toquei. Um ritual que, apesar de tudo, já não me era familiar desde o dia 03/02. Sim, acredite. Desde aquele dia eu estava fechada. Mas então veio esse cara, e ele é muito engraçado. E ficar com ele foi bom. Mas aquela velha sensação sussurra nos meus ouvidos. ¨Ele não é você¨. E eu me sinto péssima, por que não consigo evitar de comparar. Não consigo não pensar ¨esse cara pode ser pai dos meus filhos?¨e é uma questão louca, mas que diz muito sobre o que eu acho da pessoa. E a resposta foi não. Então eu penso, será que você poderia ser? E sim. Então tudo se confunde, e o gosto amargo das palavras soltas que deixamos e do ¨vamos ser amigos. claro que vamos. vamos fazer isso dar certo, por que era melhor antes¨e ver visivelmente o nosso fracasso em retomar a amizade de antes, o último beijo, nossas falhas, nossos acertos. Essa playlist de merda que me faz lembrar você. Tudo isso é uma droga que eu não consigo largar. Esquecer. E as vezes eu queria. Esquecer. Mas da mesma forma, eu me agarro a qualquer vestígio de memória que me faz sorrir e pensar ¨foi bom. ele realmente é um cara legal. será que o problema era eu?¨. E fico nesse círculo vicioso que não me permite sair do lugar. E o lugar é aquela estação rodoviária com a imagem de você indo embora. Se virando três vezes para trás. Mãos nos bolsos. Entrando no carro. Desaparecendo.
E o som é o meu choro abafado, uma tentativa em vão de não chamar a atenção das pessoas.
Nesse exato momento eu te odeio. Mas sei que logo vou te amar de novo. Estou girando nessa roda gigante. E ela gira tão rápido que é como aquela fusão das cores, quando giradas e que formam uma cor só. Os sentimentos se misturam e eu já não sei qual dos dois realmente existe dentro de mim.
Kalimera Savage
Enviado por Kalimera Savage em 28/04/2019
Reeditado em 28/04/2019
Código do texto: T6634055
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Kalimera Savage
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 22 anos
53 textos (638 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 14:42)
Kalimera Savage