Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOU COMO A ÁRVORE - Poema-meditação - oráculo sobre as árvores

Gosto das raízes da minha cultura!
Cultivo minha vida
como as plantinhas da floresta
e de meu jardim.
A floresta é o mundo.
O jardim é o meu coração.
E eu sou parte da vida, do milagre de existir...

Broto como a semente,
lanço meus desejos como raízes,
dou de mim como flores e folhas ao vento
para fertilizar ao meu derredor.
Cresce meu corpo e meu ser interior
como o caule que se fortalece para as tempestades,
como as hastes na primavera sedentas de luz, vento, calor...

Olho o céu e desço a Terra!
E as marcas de seu troco interior e as multas flores da vida
são os tempos da árvore, que
fortalece, dá flores e/ou frutos,
acolhe pássaros, insetos, a todos...
Envelhece e morre!

Morta a árvore, as sementes e os frutos,
ou parte delas poderão
dar vida a novas árvores.

 E, se o homem deixar,
se a terra for boa,
se a chuva cair,
se o fogo não matar,
se a neve não arder forte,
se algum animal não pisar,
se algum fungo não a comprometer,
as árvores continuarão
a povoar este planeta em verde-mar
para que tenhas brilho verde sem fim,
para que serene seu cansaço em verde-verde.
J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 27/12/2013
Reeditado em 27/12/2013
Código do texto: T4627058
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2274 textos (1261217 leituras)
14 e-livros (88 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 21:09)
J B Pereira