Florais

Quem pôs a moldura

ao vento

e catou pedras ao sol

e criou arquivo aos pensamentos

e. simetrias ao anzol dos tolos

falo das coisas indiziveis

das falas tangiveis

no córrego da morte

do amor narcotizado

entre as larvas da carne

em lápide inscrito

florais de sal

falo das mancheias de rastros perdidos

espumando o tempo de areia

Catarina Gotthein
Enviado por Catarina Gotthein em 14/05/2022
Reeditado em 14/05/2022
Código do texto: T7515725
Classificação de conteúdo: seguro