Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não podemos deixar de acreditar!

Tenho medo de gente e de solidão,
Mas o medo maior é de não
Consegui fazer esta poesia
E nem encontrar a palavra
Que rima com solidão.

Mas, sempre procuro no meu rimador
E ele sempre me tira deste terror.
Me mostrando a palavra correta
Que devo aqui apresentar.

E dá continuidade o sonho de poetisa
E o medo vai diminuir a cada verso escrito
E o medo de morrer, sem ter o meu livro escrito
E a publicação, esta meu Pai está se aproximando
E o medo, este vai se distanciando.

O medo é o temor que vem com soberania,
O medo é uma armadilha que prega peças.
Aqueles que não correm atrás de suas fantasias,
Pois o medo é parente da ventania
Que busca separar os seus sonhos de você.
Então, o medo é uma brecha
e que este vai me fazer crescer.

           
Ivonete Fontenele
Enviado por Ivonete Fontenele em 18/09/2019
Código do texto: T6748280
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ivonete Fontenele
Piracuruca - Piauí - Brasil
35 textos (913 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 09:37)
Ivonete Fontenele