Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ambrosia

O rabiscar acalma o meu ser,
Como o alimento deve ser
O alimento do espírito,
Que translitera meus pensamentos

Logo paro de escrever por um minuto,
E penso por alguns segundos:
"O que seria de mim sem essa tecnologia do futuro?"
Um turbilhão de ideias, evocam um turbilhão de poemas;
O que pode ser? O panteão da poesia?

Então que se sirva a ambrosia!
Minha doce e pura ambrosia!
Essa ambrosia que começa com palavras,
E terminam em sentimentos,
Limitado apenas pela língua e pelo momento.
Portanto, um segundo é um segundo.

Não sinto ódio, só estou chateado;
Por nunca ter pensado, que eu poderia ter pensado
Assim, dessa maneira
Limitando-me e duvidando de mim mesmo.

Não se preocupe, digo ao espelho
A arte é o bem mais precioso existente
E ela ainda existe dentro da gente.
Só espero que entenda este evangelho e escreva para mim;
Entenda que este não é o fim.

É o recomeço.
Matheus Leite
Enviado por Matheus Leite em 12/09/2019
Código do texto: T6743662
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Matheus Leite
Itaboraí - Rio de Janeiro - Brasil, 18 anos
8 textos (303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 09:59)