Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Sêde!

Fui encontrar o meu amor,
Nas margens d’aquele rio,
Mas encontrei um pescador,
Precisando de aquecedor,
Pois estava a morrer de frio!

Como o junco da lagoa,
Quando o vento bate forte,
Tremia o corpo malhado,
Do pobre em sua sorte!

Encontrei, aquele pescador,
Sem caniço nem rede,
Mas, que matou a minha sede!

Recolhendo-me no seu regaço,
Pois em seu barco havia,
Com fartura, o que eu buscava!
 
Maria Jose
Enviado por Maria Jose em 24/07/2011
Reeditado em 24/07/2011
Código do texto: T3115297
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Jose
São Paulo - São Paulo - Brasil
451 textos (10206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/18 19:04)
Maria Jose