Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Direto da Lua

        Tudo errado por aqui. Analise o leitor, que coloquei a cueca para secar aberta dentro da geladeira, foi pegá-la e estava enrolada feito casulo, cheia de baratas. Saí correndo, gritando, batendo. Já vi muito dinheiro na cueca, mas quando vejo baratas, sou pior que minha mulher.
             Toquei fogo na cueca e fui botar ração para cão; que rosnou e se recusou comer. Pelo que entendi, era por que a ração é de salmão, e ele sendo um cão seboso e sarnento, engordaria e poderia viciar com o novo menu, e consequentemente, recusar a pratada de angu com abóbora. Aliás, em homenagem ao que come com prazer e gosto, seu nome é Abobrão. Tá ficando alaranjado de tanto comer.
  Sentei no sofá para dar uma relaxada e liguei a TV no Datena. Fiquei horrorizado com a cusparada de balas perdidas que recebi. Por sorte, são balas doces para adoçar a vida. Sobrou, aceita uma?
     Mudei de canal, parei na discovery channel; e noticiava sobre o Aquecimento Global. Incineração de florestas, derrame de lama de óleo em mar e tudo mais. Se os cientistas estão certos em suas pesquisas ambientais, o mundo está de pernas para o ar, por causa do sol terrificante, motivo de ter cozinhado, torrado a mente de meu rato de estimação.
    Para amenizar as perdas, estou almoçando-o; pois outro gênio como ele, só daqui 500 anos. Quem sabe herdo seu conhecimento e sabedoria? Nunca visto pela vassoura, tal qual os nossos políticos, não deixava escapar um queijo na despensa.
             Um dia desses, caminhando suspenso no ar, encontrei 1 brasileiro, 1 russo e 1 americano. Trouxeram um bago de feijão para fazer experiência. Não resisti; dei risada. Dei risada porque é um bago de feijão à menos na cesta básica deles. Assistindo o jogo da seleção contra a Alemanha, o Galvão Bueno perguntava para o comentarista: "pode isso Arnaldo?" Acho que é sobre o bago de feijão que tomaram e apenas um, flutuou pelo espaço sideral.
     Foi uma chapuleta, que além de estontear os danados dos gringos brasileiros, daria pra fazer uma feijoada. Rima, verso, poesia aqui, tudo? Até na lama de rejeitos da Valle. Lá nada.
                Tem mais coisas, muito mais coisas, porém finalizo esta missiva, dizendo que aqui não está chovendo, mas as coisas estão nesse pé; e aí leitor, como estão as coisas por aí, na Terra?  
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 18/10/2019
Reeditado em 18/10/2019
Código do texto: T6772783
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2313 textos (53667 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 10:13)
Mutável Gambiarreiro