Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre a Escola que Educa

- Nezinho, saindo essa hora? Aonde o meu filhinho vai, posso saber?
- vou para a escola, Mami. Vou mais cedo para repassar os conceitos das disciplinas. Tenho provas de matemática financeira e econômia.
- muito bem, contrário de outros filhos, você nunca me deu trabalho na escola. Parabéns, filhinho, adorado!
.
.
.
- e aí Zé Lito capa preta vai querer quantos papelotes?
- manda um aí.
- E você Douradinho cabeça ao vento, vai levar alguma coisa?
- o que tens para oferecer?
- trouxe coca, cigarrinho do capeta e se estamos na escola, trouxe cadernos, lápis, celular, coca e obviamente, cola.
- dá aí uma pitada de cola, um copo de coca...; quem não toma coca, come miojo e não cheira cola, não sai da escola.
- Certo Douradinho. A propaganda é marqueting da marca. É...; estou olhando as anotações e você não pagou a dívida das compras anteroires. Deste jeito a empresa fali; é menos uma no país que ascende ser de primeiro mundo economicamente. Alô ministrão Paulo Guedes, querem destruir seu plano econômico "Fuba no almoço, farinha no jantar".

P.S.: Antigamente diziam que criança sofria; atualmente, os marmanjos brincam e os pais encobertam, sorriem com as traquinagens e presenteiam-as com brinquedos.

Em um tempo sem graça, Jô Soares dizia que "tem (havia) pai que é (era) cego".  Creio que hoje usem óculos; mas óculos rayban para tapar a luminosidade do sol. Com o aquecimento global, está bravíssimo.
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 03/09/2019
Reeditado em 03/09/2019
Código do texto: T6736066
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2311 textos (53628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 05:01)
Mutável Gambiarreiro