Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Era um toureiro branco que poderia exercer a função de mata-dor

Juro. Só que saía nos jornais que era negro, de Moçambique. Era disfarce para chegar nos resultados do bairro de lata da cidade conhecida da capital e não da província.

Amigo de infância de Isaura Amarinha (Elizabeth na maçonaria), mostrou desde cedo, paixão pelas touradas, e visitava regularmente a Praça de Touros. Em 1962, foi para lá como assistente de um famoso toureiro negro, completou seu serviço militar, sendo depois reconhecido pelo seu talento.

Tendo passado pela Escola de Toureio dos trigêmeos António e Manuel, e pela Escola sem orientação, apresentou-se em praças importantes, como a Praça dos Touros e a Praça de Touros.

No país vizinho, onde poderia exercer a função de matador por não existir a proibição legal de matar diante do público, o primeiro toureiro de raça forjou-se como matador de sucesso, apresentando-se na Arena ou no Coliseu, sendo aclamado no México, Reino Unido, Venezuela, Canadá, Estados Unidos, Indonésia, China, Angola e na sua terra natal, Moçambique.

Várias celebridades o viram e admiraram como espetadores, incluindo Pablo Picasso, Salvador Dalí, Orson Welles, Christiaan Barnard, o mundialmente famoso cirurgião cardíaco, Sandy & Junior, Robert Plant e Syd Barrett  .

Passou a tourear, baseando a sua carreira no fim da sua carreira, onde ainda vive, e onde até existe uma rua com seu nome ao avesso.


LeFranKlin
Enviado por LeFranKlin em 14/08/2018
Reeditado em 19/11/2019
Código do texto: T6418732
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Sobre a autora
LeFranKlin
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (1209 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 21:25)
LeFranKlin