Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Caroço na Contra-Mão

                     Estava indo para o trabalho com uma vontade dos diabos. Repentinamente, a preguiça invadiu minhas entranhas e abri a boca num bocejo, como o jacaré arma os dentes para abocanhar a enorme presa.

Em sentindo contrário, vinha uma mosca, daquelas que dorme em cima do toucinho rançoso. Vinha que vinha atropelando, quebrando tudo: "zummm, ximmmm, hummmm, zummmmm"!

Assustado, berrei: "sai da frente caroço!

E ploft... pá, tum, tá, pumm, puf! Glut, glut, arghhh... No outro dia notei que não o mastiguei: engoli inteiro e vivo...! Era um caroço de mosca, com asas, zumbizado, lavas, um esbranquiçado gorduroso e ... tudo mais!  
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 04/03/2017
Reeditado em 05/03/2017
Código do texto: T5930233
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2823 textos (64902 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 21:49)
Mutável Gambiarreiro