Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASSIM SERIA

Sem subterfúgios, ponho-me a escrever
de forma que o leitor não me interprete mal.
Os sentimentos vêm à tona me descrever.
Falta apenas minha fotografia no jornal.

Meu retrato vai se desenhando
à medida que as linhas vão se seguindo.
As palavras vão me entregando
porque meu ser vai se despindo.

Rabiscos são minha forma de transmitir.
A pena deixa as soluções para um problema.
Meu eu pede licença para partir.

Seria uma escolha a fazer, um dilema.
Uma despedida que faça refletir.
Assim eu queria meu último poema...

Membro da Academia Virtual de Poetas da Língua Portuguesa (AVPLP) - Acadêmica Titular do Brasil e de Portugal; Membro efetivo da U.A.V.I (União de Autores Virtuais Independentes); Acadêmica da Academia Mundial de Cultura e Literatura (AMCL) e Confraria Internacional de Literatura e Artes (CILA)

Homenagem ao aniversário de nascimento do poeta pernambucano Manuel Bandeira (19/04), usando o verso do poeta "Assim eu queria meu último poema..."
Inês Carolina Rilho
Enviado por Inês Carolina Rilho em 20/04/2021
Código do texto: T7236773
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Inês Carolina Rilho
Gravatá - Pernambuco - Brasil, 42 anos
281 textos (3088 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 07:43)
Inês Carolina Rilho